Utilidades

Calculadora Salário Líquido 2019

André Gavino André Gavino , 4 Fevereiro 2019 | 91 Comentários

A Calculadora de Salário Líquido 2019 permite-lhe calcular o seu vencimento e saber quanto vai receber, este ano, já com descontos.

[simulator_net_salary]

Garanta o preenchimento correto todos os campos abaixo para o cálculo correto do seu Salário Líquido 2019.

Esta ferramenta tem já em conta as tabelas de retenção de 2019 (disponíveis ao fazer a simulação), pode ser utilizada por funcionários do sector público e privado e tem em conta a contribuição para a segurança social, bem como o pagamento em duodécimos dos subsídios de férias de Natal.  

O que precisa de saber para calcular o Salário Líquido? 

  • Qual o seu salário base
  • Situação matrimonial
  • Número de dependentes; 
  • Como vai receber os seus subsídios de Natal e Férias (por inteiro ou duodécimos e no segundo caso se são os dois subsídio em duodécimos); 
  • Valor subsídio de refeição e como o vai receber (remuneração ou numerário) 

Nota: Não se esqueça que é importante referir o número de dias recebidos. Se tiver uma proposta a tempo parcial e só trabalhar 3 dias por semana, só receberá subsídio de refeição pelos dias trabalhados. 

Fazer as contas ao seu Salário Líquido anualmente é tão fundamental como renegociar os seus créditos, serviços e prestações. Assim esperamos que esta ferramenta ajuda no planeamento das suas finanças pessoais e da sua poupança.

Outras ferramentas Doutor Finanças:

Partilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

102 comentários em “Calculadora Salário Líquido 2019

  1. Boas, o meu salário bruto é de 1928.09e e neste caso já com uma filha nascido em Outubro deste ano e não sei quanto vou começar a ganhar com uma dependente.

    1. Olá, Paulo.
      Para responder à questão é preciso mesmo saber as respostas a todas as questões colocadas pela calculadora. A forma mais rápida de saber a resposta é mesmo preenchendo completamente o formulário. Nomeadamente, indicar o valor 1 no campo que pede o número de dependentes.
      Ou está a ter algum problema na utilização da calculadora ou interpretação dos resultados? Em caso afirmativo, por favor, indique o máximo de detalhes possível, de forma a se poder resolver o problema ou a tentar tornar a calculadora mais simples de utilizar.

  2. Bom dia. O meu vencimento bruto são 1325. Contudo, alterei o meu contrato de 40 para 35h semanais. Como sei qual o valor líquido a receber? Sou casada, com 2 dependentes. Muito obrigada. Filipa

    1. Boa tarde Filipa,
      Agradecemos a sua mensagem.
      Poderá utilizar a nossa calculadora de salário líquido ou questionar os recursos humanos da sua empresa. 🙂
      Qualquer questão de futuro inteiramente ao dispor,
      Obrigada.

  3. Boa tarde,
    Desde já, muito obrigado por partilharem esta ferramenta – muito útil.
    Apenas uma nota: as notas informativas em frente aos campos de preenchimento não estão a funcionar. Essas mesmas notas são bastante úteis para perceber que abonos têm descontos e quais estão isentos.
    Muito obrigado.
    Com os melhores cumprimentos,
    Flávio Nunes

    1. Boa tarde Flávio,
      Agradecemos a sua mensagem, iremos reportar o erro para que a nossa equipa verifique com a maior brevidade possível.
      Qualquer questão de futuro inteiramente ao dispor,
      Obrigada.

  4. Bom dia,
    Tenho uma dúvida para fazer o cálculo de salário.
    Na calculadora pergunta se é casado. Mas não tem a opção unido de facto que é a minha situação.
    O meu vencimento base são 1100€
    Subs alimentação são 8×4.77
    Em prémios tenho um total de 714€
    Tenho 3 dependentes, a minha esposa que está desempregada, dois miúdos conosco e mais um em guarda partilhada, todos sem incapacidades.
    Como devo de fazer para calcular?
    Obrigado

    1. Olá, Hugo.
      Na nota informativa que surge quando clica no ícone junto ao campo Situação diz:

      As tabelas de retenção respeitantes aos sujeitos passivos casados aplicam-se igualmente às pessoas que vivam em união de facto.


      Nas situações de sujeitos passivos casados ou unidos de facto em que um dos cônjuges ou unidos de facto aufira rendimentos da categoria A ou H, as tabelas de retenção «casado, único titular» só são aplicáveis quando o outro cônjuge ou unido de facto não aufira quaisquer rendimentos englobáveis ou, auferindo-os ambos os titulares, o rendimento de um deles seja igual ou superior a 95 % do rendimento englobado.

      Esclarece? 🙂

    2. A união de facto é equiparada ao casamento. Contudo têm de fazer o IRS nesse sentido, juntos. Como a sua esposa está desempregada a opção é casado, um titular, pois só tem rendimentos (mesmo que a outra pessoa receba subs. desemprego. Coloque 1100 base, o subsídio de alimentação e o nº de dias, os prémios pode por onde diz “outras remunerações sujeitas a descontos” e tenha atenção à forma de pagamento de subsídios de férias.

  5. Boa noite,
    * Como calcular o km de viatura propria no meu caso e pago 0.36/km rodado. Agora e pago em mes sim e outro nao. Nao entendo
    * Meu subsidio alimentacao no contrato de trabalho é 6,01 e no recibo de ordenado vem 4,77 isso é certo. Tem algum desconto dongoverno nesse subsidio?.
    * como calcular o salario basico e as horas extras no sabado, Domingo e Feriado. Minha hora é 3,46
    Obrigado

  6. Boa Tarde,
    Perdoem a minha ignorância, o meu conhecimento nesta área é limitado e do que vi para me informar, não é de fácil compreensão.
    Em que categoria se insere os prémios de produtividade? É na categoria “Outros rend. suj. a IRS e SS”?
    Obrigado

  7. Olá. Sou novo nestas andanças e não consigo perceber porque é que os resultados daqui diferem do de outro site (economias), para os mesmos dados inseridos. 715 de base com 5,6 em cartao por 22 dias 😡

    1. Olá, Filipe.
      Apesar de não indicar os restantes dados pedidos pelos simuladores, à partida, parece-me que a diferença poderá estar no facto de o simulador do economias não estar a fazer o arredondamento da retenção na fonte do IRS (facto, aliás, facilmente comprovável comparando com atenção a informação detalhada prestada por ambos os simuladores).
      Com efeito, o artigo 99º-E do Código do IRS estipula:

      Mecanismo de retenção nos rendimentos das categorias A e H
      1 – A importância apurada mediante aplicação das taxas de retenção é arredondada para a unidade de euros inferior.

  8. Tenho uma questão?
    Sou pai pela segunda vez desde 17 agosto.
    No mês de setembro tirei 5 dias que correspondem aos 10 obrigatórios nos 30 dias após o nascimento.
    Como se reflete a minha remuneração? Como é feito o calculo?
    Características:
    Nao casado
    2 dependentes
    6.405 sub refeição
    817 base
    duodécimos por inteiro.
    Outra questão é se no mês de setembro já terá que ser aplicado a nova percentagem de IRS?
    Desde já agradeco a atenção.

    1. Olá, Ricardo.
      Começando pelo fim – a que nova percentagem de IRS se refere?
      Quanto à sua remuneração, a empresa deverá descontar 5 dias ao seu salário. Esse valor deverá ser coberto pela Segurança Social com o pagamento do subsídio parental. A este respeito sugiro a consulta do portal da segurança social, na página sobre maternidade e paternidade, para saber mais detalhes sobre como ter direito e quanto recebe neste e noutros subsídios relacionados…

  9. Boa tarde. Sou trabalhadora por conta outrem, na area da Restauração, como ajudante de cozinha, com um horário de part time das 17h as 23 horas. O meu vencimentos base iliquido é de 619.37€. Com um dia de folga. Gostaria de saber qual o meu vencimento mensal liquido. Aguardo vosso resposta, Obrigado.

    1. Olá, Sizaltina.
      Está a ter algum problema na utilização da calculadora? Em caso afirmativo, poderia descrever melhor a sua dificuldade?

  10. Bom dia, sou trabalhador por conta de outrem e foi me proposto trabalhar num regime de 12 horas por dia em que um mês trabalho das 6:00h manhã as 18:00h da tarde e outro mês das 18:00h da tarde as 6:00h manhã , sendo que o horário vai alternando mês a mês de diurno para noturno e assim sucessivamente, trabalhando 4 dias por semana e folgar outros 4 dias sendo que no final do mês me dava 16 dias de trabalho, o meu ordenado base é de 795.01€ e tenho direito a 150€/mês de prêmio de penosidade, 50€/mês de prêmio de objetivos de produtividade e assiduidade, recebo 25% de horas noturnas (sendo horas noturnas a partir das 20h da noite até as 7h da madrugada) e 5,65€ de subsídio de alimentação em remuneração, tendo em conta estes factores qual seria o meu salário líquido?? Por favor

    1. Olá, Diogo.
      O melhor mesmo era colocar essa questão à sua entidade patronal. Até porque a resposta depende da situação do seu agregado familiar, que não indica.
      No entanto, creio que pode simular o seu cenário, colocando 795.01€ como Vencimento Base, 200€ + 25€(?) (horas noturnas) como Outros rendimentos suj. a IRS e SS e os dados do subsídio de alimentação.
      A minha dúvida é se há aí algum valor que conte como horas extra ou não, já que isso é tributado de forma diferente…

  11. Bom dia, actualmente tenho de salário base 848.40€ e de remuneração extra 140€ e sub alim. 5.09€. Foi-me proposto uma alteração salarial dizendo-me que fico a ganhar, mas estou com algumas dúvidas: passaria a ter de base 920€ que englobaria o trab. suplementar e passaria a ter vale refeição de 7.63€. O que me foi dito é que receberia menos mensalmente mas que depois no global ao fim do ano com sub. ferias e 13º seria +- igual.
    Utilizei o vosso simulador e apercebo-me que tenho menos dinheiro disponível mensalmente e que passo a contribuir menos para seg, social e mais para o irs. A minha pergunta vai no sentido de me esclarecerem se possível se realmente vêm alguma vantagem nisso e se com esta alteração não estarei a comprometer uma futura reforma?

    1. Olá, António.
      Não conheço a situação do seu agregado familiar, mas com uma simulação rápida que fiz, incluindo o recebimento dos subsídios em duodécimos (já para levar em conta subsídio de natal e de férias) deu-me que fica a ganhar sensivelmente o mesmo, sim. E a empresa poupa 5€/mês.
      A “manutenção” do nível salarial é conseguida muito à custa do aumento do subsídio de refeição – o subsídio de Natal e subsídio de férias não têm subsídio de refeição, no entanto, ao serem calculados sobre um valor base superior vão também aumentar relativamente à sua situação atual.
      Mas, admitindo que não recebe os subsídios em duodécimos, o seu salário líquido mensal vai diminuir um pouco e essa diminuição só será compensada nas férias e no natal com o tal aumento (65€ a mais em cada um, quando comparado com agora).
      Relativamente à reforma, sim, a longo prazo, isso terá um impacto de diminuir o valor da mesma em alguns euros também. Assim como, por exemplo, um subsídio de doença ou de parentalidade, caso venha a pedi-los.
      É uma questão de ver em que medida estas pequenas variações podem afetar o seu orçamento mensal e a sua relação com a Segurança Social. E, na dúvida, porque não aproveitar a oportunidade para negociar um pequeno aumento? 😉

  12. Sou distribuidora de pão trabalho das 2 h da manhã até às 10h da manhã o meu ordenado é de 650 euros com os doe décimos pagos a 50% kuanto tenho k ganhar ao final do mês a 22 dias

    1. Olá, Sónia.
      Com os dados que indica, somando os duodécimos (54,17€) e subtraindo as contribuições para a Segurança Social (-77,46€), diria que à volta de 626,71€ líquidos…
      Dado que trabalha em horário noturno, é possível que tenha bonificaçoes sobre esses valores, depende do que disser o seu contrato coletivo de trabalho, caso aplicável

    1. Olá, José.
      É habitual na maior parte das empresas o subsídio de férias ser pago todo de uma vez, até par facilitar a gestão da empresa (em vez de ficar dependente de ter de ter dinheiro em caixa na altura exata em que cada trabalhador vai de férias). Não é necessário que haja problema com isso.
      Mas se sente que houve alguma problema, sugiro esclarecer isso com a sua entidade patronal.

  13. Boa tarde,
    A retribuição paga a título de isenção de horário de trabalho (IHT) é sujeita a retenção autónoma, tal como as horas extra? Como devo simular o valor da IHT no vosso simulador?
    Obrigado.

  14. Boa tarde.
    Tenho uma duvida e gostaria de saber se me pode esclarecer.
    Comecei a trabalhar numa empresa no inicio de Abril. Vencimento base de 868€.
    Como tal só recebi 190€ relativos ao Subs. De ferias. Até aqui tudo bem.
    Mas o vencimento relativo a Agosto apenas recebi 200 e poucos €, será normal?
    Obrigado pela atençao.

    1. Olá, Pedro.
      Em primeiro lugar, peço desculpa pela demora na resposta, mas um problema após a atualização para a nova versão do nosso website fez com que alguns comentários se perdessem.
      Se este ano trabalho cerca de ¾ do ano, então devia receber ¾ do seu vencimento como subsídio de férias, ou seja, cerca de 580€, embora este possa ser pago em diferentes momentos, em caso de gozo interpolado de férias.
      Para além disso, o vencimento dos meses de férias deve também ser pago na íntegra (nº1 do artigo 264º do Código do Trabalho).

  15. Sou trabalhador por conta de outrem , ganho de base 610€, e trabalho a recibos verdes e declaro 300€ por mês, quanto tenho de descontar para IRS e segurança social? Obrigado

    1. Olá, Idalio.
      Os descontos sobre os 610€ da atividade por conta de outrem pode calculá-los usando este simulador.
      Quanto aos descontos para a segurança social sobre a atividade indepedente, pode simulá-los nesta outra calculadora. À partida poderá ficar isento devido ao facto de já estar a descontar pela atividade por conta de outrem…

  16. Olá
    Infelizmente a minha filha tem uma incapacidade de 80%.
    Sou o único a trabalhar, ganhando 1170 brutos.
    A taxa de IRS altera ou é igual (sem a indicação da deficiencia dela).
    Uns dizem que sim, que a taxa irs vem para zero, outros dizem que mantem-se no valor antes da atribuição da deficiencia à minha filha.
    Será que podem esclarecer?

    1. Olá, Marco.
      Assim que comunicar a incapacidade da sua filha à sua entidade patronal, esta deve ajustar a taxa de retenção na fonte aplicável aos seus rendimentos.
      De realçar, no entanto, que a verdadeira taxa de IRS, a que é aplicada quando é feita a liquidação, após submeter a declaração de IRS, não se altera com este facto. O que acontece é que pode fazer mais deduções e, para refletir isso, é que lhe vai sendo retido um montante mais baixo ao longo do ano, de forma a minimizar a necessidade do acerto de contas no ano seguinte.

  17. Ola, recebi uma proposta de trabalho com um valor anual bruto, que incluem bônus de Natal e subsídio de férias. Como calcular o valor mensal?

    Obrigado

    1. Olá, Eloíza.

      O melhor é esclarecer isso junto da empresa, pois essa frase pode ser interpretada de várias formas. Por exemplo, se forem dias de trabalho efetivo, então no mês de fevereiro receberá 540€, num mês com 22 dias úteis receberá 594€. Já se o cálculo for por dia de calendário, então em fevereiro receberá 756€ e em julho, por exemplo, 837€.

      Uma nota final: O salário mínimo em Portugal é atualmente de 600€/mês. Se o seu salário for calculado ao dia útil, não me parece que vá atingir esse valor na maior parte dos meses pelo que, a menos que esteja a trabalhar a tempo parcial, a empresa estará a cometer uma ilegalidade (a que se podem juntar outras, como não fazer os descontos para a segurança social, por exemplo) – fique atenta, se for o caso e coloque à empresa todas as questões que julgue pertinentes…

  18. Sou estrangeiro, do Brasil, sou casado e tenho duas filhas, mas minha família vai somente após 1 ano. eu devo colocar com campo casado na calculadora, e as dependentes (2)? mesmo elas estando no Brasil?

    1. Olá, Cleber.

      Acho que tem todo o interesse em declarar as dependentes (é preciso que elas tenham número fiscal português). A situação parece-me ser a de casado, 1 titular.

      Em qualquer caso, convém confirmar a viabilidade dessa opção junto dos recursos humanos da sua empresa.

  19. Olá
    Tenho uma questão, na sequencia de termino de contrato (carta de rescisão pela parte do trabalhador) e sendo que existem 38 dias de férias não gozadas, onde coloco esse valor no simulador? Férias não gozadas são tributadas ambas por IRS e SG ?
    Obrigada

    1. Olá, Vanessa.

      Este simulador não leva em conta as questões relacionadas com o acerto de contas no fim do contrato de trabalho. Em qualquer caso, suponho que possa obter um valor equivalente se as colocar no campo “Outros rendimentos sujeitos só a IRS” (as férias não gozadas são, aliás, um dos exemplos descritos na nota informativa desse campo).

      Relativamente à sua última questão, não percebo a que se refere com SG?

  20. Boa noite trabalho numa pastelaria desde 2016 sempre recebi subsidio alimentação o que consta no meu contrato. Meu patrão este mês decidiu retirar o subsidio sem qualquer aviso. Ele pode fazer isso?
    Obrigada
    Cumprimentos

  21. Boa noite, eu recebo os subsídios por duodécimos, assinei um papel a cerca de 2 anos que autorizava o pagamento assim, mas queria falar com a entidade patronal para pelo menos 1 subsídios fosse pago por inteiro! Posso fazê-lo ou o papel que asseinei nao me deixa fazê-lo?

    1. Olá, Joana.

      Pode sempre, a qualquer altura, tentar renegociar as condições do seu contrato com a entidade patronal.

      Agora, se não chegarem a acordo, o papel que assinou continua a valer, sim…

    1. Olá, Marta.

      Parece-me que está a ser calculado como 1/12 do salário base (no caso de 1 subsídio completo em duodécimos).

      Posso perguntar-lhe que valores tem no seu recibo?

  22. Olá, este mês vou receber uma gratificação por cumprimento de objectivos, onde devo inserir este valor para o calculo, em Retribuição extraordinária ou em Outros rendimentos suj. a IRS e SS ?

    1. Olá, Pedro.

      O campo retribuição extraordinária destina-se, como indicado na nota, à remuneração relativa a trabalho suplementar.
      Como não é o caso, deve indicar esses rendimentos no campo “Outros rendimentos suj. a IRS e SS”

    1. Olá, Lurdes.
      A mim aparece-me bem. Pode dizer-me, por favor, qual o browser que está a usar? Pode às vezes ser um problema com esse browser específico… (por exemplo, acabei de me aperceber que o Internet Explorer não suporta uma das funções que está a ser usada no cálculo).

    2. Olá, de novo. Descobriu-se entretanto que havia um problema que afetava o browser Internet Explorer. Foi resolvido entretanto. Pode-me dizer se continua a ter problemas?

    1. Olá, André.

      Eu vejo as seguintes opções de resposta à questão sobre os duodécimos:

      • Não recebo os subsídios em duodécimos
      • Recebo 50% de um subsídio em duodécimos
      • Recebo 50% dos dois subsídios ou um subsídio completo em duodécimos
      • Recebo os dois subsídios por inteiro em duodécimos

      Que outra opção acha que faz falta?

      Para além disso, quando mudo para uma das outras opções, o valor de retenção IRS, contribuição para a Segurança Social e o resultado são efetivamente alterados.

      Pode dizer-me que browser (e versão) está a usar? Pode ser um problema com um browser em particular…

      1. Olá Paulo!
        Agora aparece a opção “Não recebo os subsídios em duodécimos” e agora também está a ser aplicado as opções ao resultado final.
        Devo ter apanhado alguma cache de algum deploy que ficou a meio… não sei… mas agora também não interessa. Está a funcionar! Obrigado!

        Deixo apenas uma nota: comparando com o simulador de 2018 sinto falta da coluna relativa aos valores dos duodécimos.

        Obrigado e bom trabalho!

        1. Os valores relativos aos subsídios recebidos em duodécimos aparecem apenas no caso de ser escolhida uma das opções em que eles existem. Na opção “Não recebo os subsídios em duodécimos” não aparecem esses valores…

          Em qualquer caso, ainda bem que já está a funcionar. Obrigado pelo feedback.

          1. O que queria dizer é que quando se escolhe “duodécimos” na tabela de resultado apenas aparece “Taxa retenção irs (duodécimos)” e não o valor em Euros como no simulador de 2018.

  23. Boas
    Era bastante positivo, a calculadora ter o layout parecido à de 2018.
    No que diz respeito aos subsídios de natal e férias, a forma anterior era mais intuitiva pois era só escolher as modalidades de pagamento, duodécimos ou inteiro.
    Nesta, gera-se alguma confusão na hora de onde colocar os valores relativos a esses subsídios.
    Obviamente, uma sugestão. Agradeço a disponibilização desta ferramenta de forma gratuita com gratidão.
    Obrigado

  24. Parabéns pelo simulador 2019. Sendo uma utilizadora dos simuladores anteriores não posso deixar de notar o quão mais completo está este simulador, facilitando a introdução de remunerações isentas e extraordinárias. Muito agradeço.

    1. Olá, António.

      Deve indicá-las no campo Retribuição extraordinária.

      Apenas uma chamada de atenção: há uma dúvida levantada por outro utilizador acerca do cálculo de imposto referente às horas extra e que estamos a tentar esclarecer. Assim que a dúvida seja esclarecida, informamos, se houver necessidade de voltar a fazer o cálculo…

      1. Boa Noite Paulo,
        A vossa calculadora da uma diferença de 148 euros a mais em relação ao meu ordenado.
        Sendo assim fico sem saber qual o correcto.
        Obrigado

        1. Olá, António.

          A calculadora está online há poucos dias, é possível que tenha algum erro de cálculo (por exemplo, estamos a investigar um relacionado com as horas extraordinárias, e com os limites de escalão, para os quais fomos alertados por outros utilizadores).

          O mais provável é que o seu ordenado esteja a ser corretamente processado, mas sem me dizer quais são os dados que está a preencher não lhe posso dar uma resposta assertiva, como espero que compreenda…

        2. Olá, António.
          Havia um erro no cálculo da retenção na fonte para as horas extraordinárias. Na semana passada foram feitas correções à calculadora. Esta foi uma delas. Pode confirmar se já está tudo bem, por favor?

          1. Bom Dia Paulo,
            Continua a não dar o mesmo valor. As horas extras é para colocar no campo “Retribuição extraordinária”, certo ?
            Obrigado.

          2. Certo.
            Mas sem me dizer os valores que está a preencher, e quais as discrepâncias que encontra, não vou conseguir ajudar mais…

          3. Entretanto, fiquei com a sensação que a versão publicada não era a mais atual, mas era apenas porque alguns scripts da versão antiga tinham ficado em cache no meu browser. Tentando com outro browser já consigo ver que é a versão mais atual…

            Se na caixa dos duodécimos não lhe aparecer a opção “Não recebo os subsídios em duodécimos” então não está a usar a versão mais recente – nesse caso, deve limpar a cache do seu browser e voltar a tentar.

            Se ainda assim, persistir a discrepância, será que me podia indicar os valores que está a usar para preencher o formulário?

  25. boa tarde
    recebi o meu vencimento mensal e não consigo perceber o calculo das horas extras pois pela calculadora da uma diferença de 100 euros em relação ao meu ordenado ( deveria ter recebido mais) no entanto existe outra calculadora essa sim consigo acertar com o valor https://calcularsalarioliquido.com/ pergunto se não haverá algum erro na vossa calculadora.

    1. Olá, Miguel.
      Havia um erro no cálculo da retenção na fonte para as horas extraordinárias. Na semana passada foram feitas correções à calculadora. Esta foi uma delas. Pode confirmar se já está tudo bem, por favor?

  26. Boa tarde,
    as taxas de IRS aplicadas não estão correctas quando o vencimento base está no limite do escalão.
    Por exemplo para um salário (Madeira, não casado sem dependentes) de 3094,00€ aplica uma retenção de 28,80%, quando deveria aplicar uma taxa de 27,30%. Verifiquei mais alguns valores e confirma-se o erro.
    Dá para corrigir?

  27. Parece-me que a calculadora não está a calcular corretamente a taxa de retenção, sendo no meu caso 10,5% de 850€, o que daria 89,25 €, no entanto no cálculo final surge 89 €. Estará a escapar-me algo?

    1. Olá, Cláudio.

      Diz o Código do IRS:

      Artigo 99.º-E Mecanismo de retenção nos rendimentos das categorias A e H

      1 – A importância apurada mediante aplicação das taxas de retenção é arredondada para a unidade de euros inferior.

    1. Olá, Luísa.

      A calculadora usa Javascript para atualizar os resultados à medida que se vão alterando os valores no formulário.

      Poderá dar-se o caso de ter o Javascript desativado?

    2. Olá, de novo. Descobriu-se entretanto que havia um problema que afetava o browser Internet Explorer. Foi resolvido entretanto. Pode-me dizer se continua a ter problemas?

  28. Muito util!! Contudo se fosse possivel colocar o rendimento bruto anual, com parciais de vencimento e outro (premios-ajudas de custo). Para estimar quanto poderá o vencimento liquido. obrigado.

    1. Olá Manuel.

      Não sei se percebi a ideia – esta calculadora destina-se ao cálculo do salário líquido mensal. Qual seria o objetivo de pedir o rendimento bruto anual?

      Quanto aos prémios entram na parcela de rendimentos sujeitos a IRS e SS e as ajudas de custo nos rendimentos isentos.

    1. Olá, Vera.

      Foi encontrado um erro no processamento das horas extra e optou-se por remover temporariamente esse campo para evitar resultados errados.

      Entretanto o erro foi corrigido e desde ontem que o campo está de novo disponível.

  29. Boa Noite. A vossa calculadora não contempla os funcionários públicos, uma vez que não incluiu ADSE. Esta é uma ferramenta bastante útil, será possível essa correcção?

    1. Olá, Ana.

      Sem prejuízo de essa opção poder vir a ser considerada no futuro, não teria um resultado equivalente se alterasse a taxa da Segurança Social para lhe acrescentar o valor que desconta para a ADSE?

    1. Olá. Será que podia dar mais alguns detalhes? Com que valores está a preencher os vários campos e porque diz que não funciona? Tem um resultado errado? Não tem resultados?

    2. Olá, de novo. Descobriu-se entretanto que havia um problema que afetava o browser Internet Explorer. Foi resolvido entretanto. Pode-me dizer se continua a ter problemas?